Notas Capitais

Lula e o Agro de MT

Publicado em

Lula Agro Mato Grosso

O ex-presidente Lula (PT) esteve reunido com um grupo de empresários do agronegócio, na quinta-feira (20.01). A informação foi divulgada pelo colunista Guilherme Amado no Metrópoles. O encontro reflete diretamente em Mato Grosso, estado celeiro do Agronegócio do Brasil e sede de algumas das maiores empresas que atuam no setor e das principais famílias de produtores rurais.

Conforme o colunista, Lula se encontrou com um grupo de empresários do agronegócio, deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária e nomes ligados à Confederação Nacional da Agricultura.

Sem citar nomes, o colunista ainda afirma que estiveram presentes um dos executivos de uma das maiores empresas de grãos do país, um dos maiores produtores de algodão do Mato Grosso e um dos mais importantes deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária, entre outros.

Leia também: Lula fala em reforma agrária e cita Blairo Maggi pela segunda vez

Na conversa, que ocorreu no escritório do advogado Cristiano Zanin, defensor de Lula na Lava Jato, o ex-presidente fez acenos com propostas para o setor e, ao tratar de temas espinhosos como a ocupação de terras, disse que quer liderar o diálogo entre diferentes segmentos da sociedade para pacificar o país.

Leia Também:  Câmara de Vereadores define membros da CPI das Águas

O encontro com os ‘pesos pesados’ do agro, incluindo figuras de Mato Grosso, reflete diretamente no cenário político do estado, já que muitos produtores rurais, sindicatos e associações como Aprosoja, atuam diretamente na defesa do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

No Norte de Mato Grosso, região produtora do Estado, por exemplo, em cidades como Sorriso, Sinop e Lucas do Rio Verde já virou rotina placas e outdoors de apoio ao Governo Bolsonaro.

As informações de bastidores são de que até julho parte das lideranças do agronegócio do estado devem manifestar o apoio ao pré-candidato do PT.

Lula e o Agro de MT

O ex-presidente Lula já tem sinalizado ao setor há algum tempo. Em outubro do ano passado ele fez uma publicação nas redes sociais em que falava sobre a necessidade de reforma agrária ainda no Brasil. No “tweet”, Lula cita o ex-senador da República e empresário Blairo Maggi.

“Eu acho que o Brasil ainda carece de reforma agrária. Tá na Constituição. Se o Blairo Maggi quiser uma galinha caipira, ele vai comprar no pequeno produtor. Mas vocês nunca viram um discurso meu contra o agronegócio, inclusive, no meu governo evitamos que eles quebrassem”, diz no post.

Leia Também:  Avião em que estava Marília Mendonça será levado para perícia

Esta foi a segunda vez que Lula cita Blairo Maggi para contextualizar o trabalho que foi feito pelo seu Governo em relação ao agronegócio e à necessidade de investir nos pequenos produtores.

A primeira foi em entrevista à Rádio Capital FM, em 13 de setembro do ano passado.

Blairo era governador de Mato Grosso na época em que Lula era presidente e tinha um forte alinhamento com o ex-vice presidente de Dilma Roussef (PT), sucessora de Lula, Michel Temer. Tanto que assumiu como ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em 2016 e permaneceu até 2019.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI