Solidariedade Dr. Leonardo ao Senado

Segundo líderes, ele representaria o projeto entre demandas sociais e o agronegócio.

em 28/01/2020

Assessoria

A cúpula nacional do Solidariedade quer o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT)  na disputa pela vaga de senador na Eleição Suplementar marcada para o próximo dia 26 de abril, em Mato Grosso. Na visão de líderes do partido, pela sua experiência e perfil agregador, o médico do SUS representa um projeto que equilibraria as pautas de demandas sociais e do agronegócio do Estado.

Além disso, a cúpula do Solidariedade vê  na candidatura de Dr. Leonardo, que tem base eleitoral na região oeste do Estado, uma oportunidade do partido se posicionar em temas importantes como saúde e segurança pública. Ainda nesta semana, o parlamentar deve se reunir com o presidente estadual da sigla, o prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio para tratar do assunto. Pátio foi um dos primeiros correligionários a defender o nome do deputado federal.

“Estou trabalhando incansavelmente por Mato Grosso. Foi assim no mandato de deputado estadual e está sendo assim na Câmara Federal. Posso dizer que sinto o maior orgulho de representar meu Estado e de poder lutar por mais recursos para a saúde, mais investimentos na segurança pública, especialmente de fronteira, e também pelo fortalecimento da agricultura e pecuária que movem nossa economia. Por isso, após algumas provocações, coloquei meu nome à disposição do partido e, acima de tudo, da sociedade”, afirmou Dr. Leonardo.

De acordo com o deputado, a eleição será uma oportunidade para discutir as reformas propostas pelo presidente Jair Bolsonaro, bem como as políticas para Mato Grosso. “Estamos apoiando as reformas necessárias ao país, defendo e apoio as ações do ministro Sérgio Moro, mas penso que temos várias outras demandas estaduais que precisam ser solucionadas. Por isso o trabalho contínuo em Brasília”, completou.

BRASÍLIA - Em seu 1º mandato na Câmara, o deputado federal Dr. Leonardo encerrou 2019 em ascensão. O parlamentar conseguir articular a aprovação de um Projeto de Lei já no primeiro ano de atuação em Brasília, em menos de 300 dias, um feito raro no legislativo federal, onde propostas demoram em média 1.700 dias para ser aprovadas, conforme levantamento do site politize.com.br.

Ao todo, em 2019 foram 79 propostas legislativas apresentadas, 5 relatorias de projetos de importância para o Brasil, 321 votações nominais no plenário da Câmara e 13 discursos na tribuna. E foram 45 municípios percorridos em Mato Grosso pelo parlamentar, e os 141 atendidos no gabinete e no escritório político.

Dr. Leonardo também é presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate às Endemias (ACE), da Frente Parlamentar da Psoríase, membro titular das comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e de Seguridade Social e Família, entre outras.



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias