Sintep pede que Ministério Público adote providências para cancelar jogos da Copa América em MT

A representação foi encaminhada ao procurador-Geral de Justiça José Antônio Borges.

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) encaminhou requerimento ao Ministério Público para que sejam adotadas medidas contra a realização dos jogos da Copa América no estado. Os representantes da categoria afirmam que fazer o torneio em meio ao agravamento da pandemia de Covid-19 é “uma insanidade institucionalizada”.

O pedido foi feito pelo Sintep Cuiabá para que o MP notifique o Governo do Estado. "Enquanto o Brasil registra milhares de mortes diárias por Covid-19 e níveis alarmantes de ocupação de leitos de UTI, o governo federal permitiu que o nosso país sediasse a Copa América. Após a desistência da Colômbia, tomada por protestos, e da Argentina, que enfrenta piora na pandemia, Jair Bolsonaro trabalhou com celeridade para que o Brasil recebesse o evento. Trata-se de uma insanidade institucionalizada contra o povo brasileiro e a saúde pública", diz no documento.

Para justificar o pedido ao MP, o advogado que assina a representação do sindicato, Bruno Boaventura, usou alertas feitos pelo próprio Governo do Estado, quando a 3ª onda da covid-19 em Mato Grosso.

"Nesse momento, a prioridade do governo federal deveria ser a aquisição de vacinas e a testagem em massa da população, e não a organização de um evento esportivo internacional. A Copa América pode piorar ainda mais a pandemia no Brasil", critica.

A representação foi encaminhada ao procurador-Geral de Justiça José Antônio Borges.

Leia também

Deixe seu comentário!