Saiba como minimizar os riscos de cair no mesmo "golpe da maquininha" que sofreu Yasmin Brunet

saiba mais

                              

                             _Foto reprodução

Na madrugada desta quarta-feira (21), Yasmin Brunet fez um alerta aos seus seguidores através dos stories do seu perfil oficial do Instagram. A modelo contou que sofreu um golpe no valor de R$ 7,9 mil ao fazer um pedido de comida no aplicativo Rappi, que foi aplicado pelo motoboy que fez a entrega.

Mas, apesar do caso ter ganhado grande repercussão, o tipo de golpe não é novidade. Segundo informações do Procon, de São Paulo, as reclamações do chamado "golpe da maquininha" cresceram 186% em um ano. Conforme o órgão, foram registradas 249 queixas contra as empresas iFood, Rappi e Uber Eats entre janeiro e maio deste ano.

Entre as justificativas para aplicar o golpe, estão: outro entregador realiza o serviço; uma suposta central de atendimento pode entrar em contato para confirmar a história; alguma desculpa para cobrar alguma nova taxa; o valor pode aparecer correto na máquina ou nem aparecer.

Por isso mesmo, o órgão lista uma série de medidas que podem ser adotadas pelos clientes para minimizar os riscos:

1 – Evite usar a máquina de cartão – sempre que possível, prefira pagar diretamente no aplicativo;

2 – Acompanhe a tela do aplicativo: não pode haver cobrança de taxas extras se o pagamento já foi feito corretamente;

3 – Se tiver de pagar na entrega, preste atenção no valor e verifique se a maquininha de pagamento está em boas condições;

4 – Nunca pague sem visualizar o valor cobrado;

5 – Seja discreto ao digitar sua senha;

6 – Confirme com seu banco o valor cobrado pelo serviço assim que realizar o pagamento;

7 – Tenha cuidado com ligações suspeitas e com o compartilhamento de informações pessoais.

 

Leia a matéria completa no:

https://www.bnews.com.br/noticias/policia/famosos/315223,saiba-como-minimizar-os-riscos-de-cair-no-mesmo-golpe-da-maquininha-que-sofreu-yasmin-brunet.html

Leia também

Deixe seu comentário!