FG ASSESSORIA

Levantamento aponta avaliação de governos Emanuel, Pinheiro e Bolsonaro

Confira pesquisa quantitativa feita pelo novo instituto mato-grossense- Avaliar.

em 19/07/2019

Gustavo Castro

Apresentador do Jornal da Capital 1ª edição, o jornalista Antero Paes de Barros, lança, nesta sexta-feira (19), o instituto de pesquisa Avaliar, com foco principal no mercado político. O instituto, com parceria do site Preto no Branco Online e da Rádio Capital FM 101.9, tem como objetivo avaliar os governos Emanuel Pinheiro (MDB), Mauro Mendes (DEM) e Jair Bolsonaro (PSL), em Cuiabá.

Além do ex-senador, o instituto tem outros sócios de peso. São eles: o jornalista Pedro Pinto de Oliveira, atua há 35 anos em campanhas eleitorais; o ex-secretário estadual das Cidades e ex-secretário de Infraestrutura de Várzea Grande, Gonçalo Barros, que comandou por dez anos o instituto MT Dados e é especialista em pesquisa quantitativa e um estudioso dos problemas do estado de Mato Grosso, e o jornalista Amauri Texeira, que foi consultor e analista de pesquisas em 20 campanhas vitoriosas de governos estaduais e prefeituras em diversas localidades do Brasil.

AMOSTRAS DE RESULTADO

A primeira amostra do instituto Avaliar entrevistou 1251 pessoas entre os dias 5 e 10 de Julho e quis saber dos cuiabanos sobre as administrações federal, estadual e municipal. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança da pesquisa é de 95%.

 

AVALIAÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO

Nesta sexta-feira (19), o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) completa 200 dias de governo. Para 42,05% dos cuiabanos, o chefe do Estado possui um governo ótimo ou bom, mesmo sem cumprir ao menos 25% da agenda estabelecida nos primeiros 100 dias de gestão. Outros 29,9% consideram o governo regular, e 21,34% avaliam como ruim ou péssimo. Ainda, 6,71% das pessoas não souberam ou não quiseram responder.

Em relação à forma de governar, 55,96% aprovam e 29,26 desaprovam o estilo do presidente; 14,79% não responderam.

 

AVALIAÇÃO DO GOVERNO MAURO MENDES

Já os primeiros 6 meses do governador democrata Mauro Mendes converge para o regular, com equilíbrio entre opiniões positivas e negativas: 29,58% consideram o governo estadual bom ou ótimo, 38,53% consideram regular e outros 24,86% avaliam como ruim ou péssimo. Os que não quiseram ou não souberam responder somam 7,03%.

Vale lembrar que o governador tem enfrentado diversos problemas desde quando assumiu o governo o Estado. Durante este período, Mauro Mendes escalonou salários, suspendeu pagamentos a fornecedores, praticamente zerou a realização de obras, pressiona o empresariado por maiores alíquotas, novos impostos e, recentemente, defende o fim dos incentivos fiscais. Além disso, está em conflito com os servidores da educação do estado, que está em greve há mais de 1 mês.

 

APROVAÇÃO À MANEIRA COMO MAURO MENDES GOVERNA

Diante da questão sobre a maneira de governar de Mauro Mendes, 47,8% afirmam que aprovam; 36,9% desaprovam, e 15,27% não se manifestaram.

 

AVALIAÇÃO DO GOVERNO EMANUEL PINHEIRO 

Diferentemente de Mauro e Bolsonaro, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não é bem quisto pelos cuiabanos. Isso porque ele é avaliado de forma negativa pela população. De acordo com o instituto Avaliar, 41% dos cuiabanos avaliam a gestão do emedebista como ruim ou péssima, enquanto 24,54% avaliam como ótima ou boa. Para 9,34% dos entrevistados, a gestão é regular, e outros 5,12% não souberam responder.

Perguntados sobre à forma de governar do prefeito, a maioria dos entrevistados também desaprovam o estilo de Emanuel. 51,88% dizem desaprovar a maneira de administrar do prefeito e 35,89% afirmaram que aprovam. Este resultado indica uma tendência majoritária de opiniões negativas entre os 29,34% dos entrevistados que avaliam a gestão como regular.

O instituto já está em funcionamento há dois meses e já tem serviços em andamento em Mato Grosso e em outros Estados.
Além das avaliações políticas, a Avaliar também lançará o Índice de Pesquisa do Setor Público (ISSP), que medirá qualitativamente a opinião pública em relação aos serviços públicos em diversas áreas como Saúde, Educação, Segurança, entre outros.

Na próxima segunda (22), o novo instituto irá apresentar uma avaliação eleitoral, visando 2020. E na terça (23) e quarta-feira (24) será a vez do município de Várzea Grande ter a pesquisa de avaliação da gestão Lucimar Campos (DEM) divulgada.

 

PRINCIPAIS PROBLEMAS DE CUIABÁ

Também foi pedido que os cuiabanos detacasse os principais problemas da Capital na opinião deles. O Avaliar listou uma série de fatores, como saúde, combate à pobreza, educação etc, e pediu que os entrevistados listassem dois problemas emergentes em Cuiabá. Somadas as duas opções, a saúde é destacadamente o ponto negativo, com 56,67% das menções.

Na segunda posição aparece a falta de segurança, que obteve 38,93%de mençoes. Seguida por educação, que contabilizou 25,81% de referência.

A soma dos resultados ultrapassa 100% porque cada entrevistado pôde escolher até dois itens da lista.



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias