Ex-deputado estadual admite que recebeu propina e fecha acordo com o Ministério Público

Alexandre César faz parte do rol de deputados estaduais da gestão passada que foram denunciados por corrupção passiva.
Foto: Reprodução

O ex-deputado estadual Alexandre César firmou acordo com o Ministério Público Federal (MPF) para restituir o erário público e, com isso, arquivar o processo em ação originada pela delação do ex-governador Silval Barbosa. Com a decisão, a Justiça arquiva o processo e o ex-parlamentar não será processado criminalmente.

Alexandre César admitiu ter recebido R$ 50 mil do ex-governador, uma única vez, para pagamento de restos de campanha em troca de apoio na Assembleia Legislativa.

Pelo acordo de não persecução penal firmado, o ex-deputado vai devolver R$ 50 mil em valores corrigidos ao governo do Estado, além de pagar multa de R$ 64 mil, parcelados em 12 vezes.

Alexandre César faz parte do rol de deputados estaduais da gestão passada que foram denunciados por corrupção passiva, ativa e associação criminosa, dentro da Operação Ararath. Também constam como réus, Gilmar Fabris, Antônio Azambuja, Ezequiel Fonseca, José Domingos Fraga, Baiano Filho, Airton Luiz e prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

Leia também

Deixe seu comentário!