FG ASSESSORIA

Estudantes se reúnem na Praça Alencastro para protestar contra corte em educação

Segundo a organização, aproximadamente 5 mil alunos participaram da manifestação.

em 15/05/2019

Gustavo Castro

Cerca de 5 mil estudantes se reuniram na tarde desta quarta-feira (15), para protestar contra o corte de gasto de 30% anunciada pelo Ministério da Educação (MEC) para universidades públicas e institutos federais, na semana passada. Na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o percentual corresponde a o corte de R$ 34 milhões. Já no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), a redução do valor chega a R$ 31 milhões. Na segunda-feira (13), alunos da instituição de ensino fizeram um 'abraçaço' em torno da instituto, também como forma de protesto.

 O ponto de encontro dos alunos foi na Praça Alencastro, região central de Cuiabá, em frente à prefeitura.

A decisão pela greve geral foi tomada na última terça-feira (7), quando aconteceu uma reunião entre o Conselho de Entidades de Base (CEB), Centros e Diretórios Acadêmicos e o Diretório Central dos Estudantes da UFMT Cuiabá. 

À princípio, os manifestantes subiriam em passeata pela avenida Getúlio Vargas até a praça 8 de abril e posteriormente retornariam para Praça Alencastro, pela avenida Isaac Póvoas, no entanto, o caminho foi encurtado e  o trajeto saiu da Praça Alencastro, desceu a Avenida Barão de Megalço em direção à Avenida Prainha e subiu novamente até ao local inicial da mobilização.

O trânsito na região segue praticamente parado.

A orientação para os motoristas é que procurem rotas alternativas à área central de Cuiabá, a exemplo da Avenida Miguel Sutil.



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias