O polêmico vídeo do paletó foi mostrado na propaganda de Abílio, junto a depoimento do ex-governador Silval Barbosa.

Emanuel e Abílio mostram apoio de mulheres e vídeo do paletó

Redação

Os programas eleitorais exibidos nesta quarta-feira (25), dos candidatos que disputam a Prefeitura de Cuiabá, neste segundo turno, Abílio Júnior (Podemo) e Emanuel Pinheiro foram centralizados em mostrar o apoio de mulheres às suas campanhas e também ao polêmico vídeo em que Emanuel Pinheiro, aparece colocando maços de dinheiro no bolso do paletó, enquanto era deputado e foi acusado de receber propina.

Abílio, que foi acusado de discriminação ao dizer, no primeiro turno, que a então candidata Gisela Simona (Pros) era uma excelente opção, mesmo sendo mulher, usou depoimentos de mulheres, a maioria negras, em apoio a ele. Emanuel mostrou a declaração do adversário, considerada discriminatória, e usou discurso da esposa, Márcia Pinheiro afirmando que a gestão do marido respeita as mulheres e pedindo ao eleitorado feminino que mostre no voto que as mulheres são fortes.

Emanuel Pinheiro e Abílio Júnior disputam a prefeitura de Cuiabá
Reprodução

O polêmico vídeo do paletó foi mostrado na propaganda de Abílio, junto a depoimento do ex-governador Silval Barbosa falando que o dinheiro era pagamento de propina.

Emanuel também mostrou o vídeo e argumentou que as imagens foram tiradas de contexto. Ele afirma que o dinheiro recebido era pagamento de dívida do ex-governador com o irmão dele por prestação de serviço. O candidato à reeleição alega que sofreu linchamento moral por anos, porque precisou manter o silêncio pois o processo estava em segredo de Justiça e só agora pôde falar.

O candidato Abílio não disponibilizou o programa à imprensa.

Leia também

Deixe seu comentário!