Emanuel afirma querer encontrar Mauro apenas nas urnas em 2022

Agenda do prefeito da Capital em municípios do interior começa por Sorriso em agosto e servirá para verificar clima para pleito do ano que vem
Foto: Anderson Hentges

O emedebista Emanuel Pinheiro segue alimentando as expectativas de ser candidato a governo do estado em 2022, contrariando a vontade do partido, que já demostrou e demonstra apoio à reeleição do atual chefe de estado, Mauro Mendes (DEM).

Pinheiro, que é inimigo político declarado de Mendes, não compareceu no evento do Movimento Democrático Brasileiro realizado na segunda-feira (19/07), alegando que foi um palanque para o governador, que discursou na abertura do encontro.

Durante coletiva de imprensa no manifesto em apoio a Lei 685/2021, que trata da expansão do sistema ferroviário de Mato Grosso na tarde dessa terça-feira (20/07), Emanuel afirmou que só existe uma possibilidade de encontrar o governador. “Só há uma possibilidade de eu encontrar Mauro Mendes, nas urnas no ano que vem. Essa é a única possibilidade de eu encontrá-lo. Esse encontro com ele eu quero”.

Outro indício de que o prefeito da capital pretende se lançar no pleito de 2022, é a agenda em municípios do interior do estado que menciona há dias que quer percorrer, mas por falta de tempo ainda não conseguiu concretizar.

Contudo, ainda durante coletiva, confirmou que a andança irá iniciar por Sorriso, capital do agronegócio. A previsão é de que o encontro ocorra já na primeira quinzena do mês de agosto e reúna prefeitos, vereadores e membros dos consórcios de saúde existentes na região. “Eu quero saber, eu quero conversar com o povo, pra saber se esse governo desconectado das ruas e da sociedade é só minha, em Cuiabá e Várzea Grande, ou está no interior também”.

O convite foi feito pelos vereadores de Sorriso, Wanderley Paulo e Celso Kozak, que fazem parte da Frente Parlamentar Interestadual dos Estados de Mato Grosso e Pará.

Emanuel também afirmou que pretende organizar uma reunião com os prefeitos do MDB de municípios do interior, para saber o que realmente pensam as lideranças do partido. Para isso, o emedebista já teria articulado com o prefeito de Água Boa, Doutor  Mariano, de Chapada dos Guimarães Osmar Froner, e com o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat.

Leia também

Deixe seu comentário!