Toque de recolher será das 20h às 5h da manhã, em toda a cidade.

Cuiabá terá toque de recolher mais cedo e rodízio de veículos a partir de segunda-feira

Gustavo Castro

Em live nas redes sociais nesta quinta-feira (2), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou novas medidas adotadas como forma de frear o aumento do Covid-19, o coronavírus, em Cuiabá. No decreto de número 7975/2020, fica decretado que nesta sexta-feira (3), o 'toque de recolher', que antes funcionava das 22h às 5h, agora será realizado a partir das 20h. Além disso, o gestor também anunciou que os veículos devem operar no sistema de rodízio, já adotado por outros estados do país, de segunda a sábado. Somente os serviços essenciais em regime de urgência e emergência poderão estender este horário, que é válido de amanhã, 3 de julho, até o dia 20 de julho.


Assessoria

Rodízio de veículos

Conforme Emanuel explicou, os veículos com final pares devem funcionar somente às segundas, quartas e sextas, a partir do próximo 6 de julho. Já os com final ímpares, só as terça-feiras e quintas-feiras.

O rodízio não se aplica aos domingos e feriados, sendo nestes dias permitida a livre circulação dos veículos. Também não entram no rodízio veículos oficiais, ambulâncias, carros funerários, veículos de delivery, ônibus e táxis e motoristas por aplicativos.

Rodízio de atendimento

Outro ponto elencado pelo chefe do Executivo municipal é quanto aos bancos, lotéricas, supermercados e distribuidoras de bebidas. Estes serviços, bem como os veículos, também funcionarão em formato de rodízio, tendo o último algarismo do CPF do cidadão como critério de controle. Isto é, na segunda, quarta e sexta-feira somente os cidadãos com o CPF final 0,1, 2, 3 e 4 poderão ser atendidos. Na terça, quinta-feira e no sábado é a vez dos que têm o CPF finalizados em 5,6,7,8 e 9. Nestes lugares, fica proibido a entrada de crianças. Ainda, fica determinado que as atividades dos serviços citados acima disponibilizem 100% dos caixas guichês durante o horário de funcionamento para atender os clientes. 

Segundo o decreto, "para fins de possibilitar o atendimento pelo estabelecimento o cidadão deverá apresentar documento oficial com foto e que identifique o seu número de CPF".

Antes de anunciar as novas medidas, Emanuel rebateu uma nota publicada pela Sociedade Matogrossense de Pediatria (Somap) que disse que ele estaria desabilitando leitos de UTIs infantil para transformá-las em unidades adultas. O gestor explicou que nenhuma medida foi tomada ainda e que antes de chegar a uma conclusão quanto a isso, pretende debater com o Ministério Público Estadual (MPE), justiça, especialistas e a própria Somap sobre a possibilidade.

“Das UTIs construídas, 15% são destinadas às crianças, mas a verdade é que graças a Deus, há quase 90 dias de pandemia, não tivemos uma criança internada nessas UTIs exclusivas. Agora eu penso: se não estiverem sendo usadas, eu propus uma discussão e debate. E se não temos pacientes utilizando essas UTIs, poderiam ser usadas para salvar outras vidas, mas é só uma preocupação e angústia e nenhuma decisão foi tomada ainda”, relatou.

Emanuel revelou também que na segunda-feira (06) irá anunciar o cronograma de abertura de 40 novos leitos e a distribuição do Kit Covid-19. 

Em relação a Renda Solidária Cuiabá, programa feito pela prefeitura que garante o pagamento de um auxílio pelo período de três meses aos trabalhadores autônomos que tiveram suas atividades suspensas por conta do Covid-19, Emanuel disse que nesta sexta-feira (03) irá publicar no Diário Oficial a relação dos nomes dos 959 trabalhadores aptos a receberem o auxílio, e que na segunda-feira, dia 6, a prefeitura vai depositar a parcela referente aos meses de abril e maio, o equivalente a R$ 1 mil. No dia 6 de agosto a prefeitura deve pagar a parcela referente a julho.

Para conferir o decreto na íntegra, clique aqui.

Leia também

Deixe seu comentário!