SER FAMÍLIA

Secretária garante novos cartões de benefício até quinta

O cartão virá com o valor atualizado, referente ao retroativo do mês de abril

Publicado em

Os beneficiários do programa Ser Família Emergencial já têm uma data para receber o novo cartão do auxílio: até quinta-feira (12.05). A confirmação foi feita pela Secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho.

O governo do Estado rompeu o contrato com a antiga empresa que prestava o serviço para o cartão Ser Família. De acordo com a secretaria, a instituição não fazia os repasses para os estabelecimentos credenciados, mesmo recebendo regularmente os recursos previstos em contrato.

Agora, de acordo com Rosamaria, a entrega do novo cartão, com o valor retroativo referente ao mês de abril, começaram nesta segunda-feira (09) no interior. Para a capital, a expectativa é que os beneficiários recebam o cartão até quinta-feira (12.05).

“A PM que nos ajuda a fazer toda essa logística, já está pegando os cartões aqui na Secretaria e levando para suas regionais para que chegue a cada município”, disse.

Leia também: Cuiabanos começam a pagar o novo valor do transporte coletivo

Rosamaria explicou que após o anúncio do rompimento do contrato de trabalho com a empresa antiga, publicado no Diário Oficial no dia 6 de abril, automaticamente um processo emergencial de licitação foi aberto, no tempo recorde de 20 dias. A nova empresa já atendeu ao estado por quatro anos e nunca teve pendências.

Leia Também:  Diretora do Sintep e filho de 11 anos morrem em acidente

O cartão virá com o valor atualizado, referente ao retroativo do mês de abril.

“Então, ela já confeccionou os cartões e vamos fazer a substituição, até porque a empresa com a qual foi encerrado o contrato não poderia participar novamente do processo licitatório”, citou, explicando que pediu urgência já que o caso envolve a segurança alimentar dos beneficiários.

Ser Família
O programa Ser Família foi criado em maio de 2021 para auxiliar famílias com renda mensal de até R$ 89 por pessoa e que estejam inscritas no Bolsa Família e no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras (CadÚnico). Segundo o governo do Estado, 100 mil famílias mato-grossenses são atendidas com valores entre R$ 150 e R$ 200.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI