CIDADES

Gilberto adia saída da Saúde, mas mantém pré-candidatura

Publicado em

Da reportagem local: Adão de Oliveira / Da Redação: Amanda Simeone

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou para a Rádio Capital nesta quarta-feira (26.01) que o adiamento da sua saída da pasta não acaba com a sua pretensão política de concorrer a uma vaga como deputado estadual na Assembleia Legislativa.

“Não sepulta a pré-candidatura. O prazo limite para que eu saia é 6 meses. Eu já disse, queria sair antes, mas também não posso recusar um pedido do governador. É o meu grupo político e o governador que detém a autoridade para tomar decisão na hora certa de sair. Eu não afastei ainda a minha vontade de ser candidato, trabalho nela, e muito provavelmente é isso que vai acontecer”, disse.

Gilberto ainda reforçou que não deve sugerir para o governador, alguém para substitui-lo como secretário de Saúde.

Leia mais: Mauro afirma já ter nome para chefiar SES no lugar de Gilberto

De acordo com Figueiredo, tanto na secretária de Saúde como em outros locais, existem pessoas capazes de suceder os 3 anos que esteve à frente da pasta.

Leia Também:  Edson Celulari e sua esposa, Karin Roepke deixando a maternidade

“Não vou dar sugestão. O governador pergunta e eu respondo. O que eu sempre disse, a minha formação é de preparar sucessores. A secretaria de Estado de Saúde tem muitos funcionários que atuam na pasta há mais de 20 anos. No estado de Mato Grosso tem muita gente com capacidade técnica para me substituir”, disse.

“Esse não é um cargo vitalício e uma hora eu deixaria, como vou deixar o cargo. O governador tem uma boa mão para escolher sucessores. Tenho certeza que ele vai colocar alguém que vai dar continuidade nos trabalhos”, reforça.

Saída do Governo

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, anunciou em entrevista ao Jornal da Capital, da Rádio Capital, em dezembro (21.12) que a sua saída do Governo do Estado estava marcada para o dia 31 de janeiro de 2022.

Gilberto deixará o staff do governador Mauro Mendes para dedicar-se a saúde e organizar sua candidatura a deputado estadual no próximo ano. O secretário disse que decidiu por anunciar a data de saída em razão das críticas que os gestores de Mauro vêm sofrendo por parte dos políticos.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI