FG ASSESSORIA

Bottas termina sexta-feira como o mais rápido do dia na China

Sebastian Vettel, que liderou o primeiro treino livre, foi o segundo colocado

em 12/04/2019

Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10

© Mark Sutton / Sutton Images Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10

 

Valtteri Bottas voltou a dar as caras em um fim de semana de Fórmula 1 de 2019. O vencedor do GP da Austrália foi o mais rápido desta sexta-feira (12), cravando 1min33s330 durante o segundo treino livre para o GP da China de F1, o milésimo da história da categoria.

Sebastian Vettel, que liderou o primeiro treino livre, foi o segundo colocado, apenas 0s027 do finlandês. Em terceiro ficou Max Verstappen, configurando assim as três principais equipes nas três primeiras posições da sessão.

Lewis Hamilton ficou apenas com a quarta colocação, à frente de Nico Hulkenberg e Carlos Sainz. Charles Leclerc foi o sétimo e teve problemas na segunda metade do treino, com a Ferrari analisando o sistema de refrigeração de seu carro.

 

O Treino

Antonio Giovinazzi, que não conseguiu dar uma volta rápida sequer no TL1, foi o primeiro a entrar na pista no segundo treino livre na China. Os pilotos da Ferrari não demoraram muito a aparecer, com Leclerc (de pneus médios) fazendo 1min34s271 e assumindo a ponta, seguido de Vettel (com composto duro), meio segundo atrás. Hamilton chegou a rodar na curva 3, mas sem gravidade. Enquanto isso, Bottas tomava o segundo posto do alemão da Ferrari

 

Mordido, o inglês deu o troco e cravou 1min34s226 com pneus médios, ficando à frente na tabela de tempos com quase 20 minutos de treino.

Após a primeira meia hora, apenas Daniil Kvyat permanecia nos boxes, sem ter feito volta rápida.

Vettel voltou a mostrar força, com 1min33s357, assegurando a liderança. Mas logo depois, Bottas surpreendeu e desbancou o tempo do alemão, com 1min33s330, apenas 0s027 mais rápido que o piloto da Ferrari. Todos eles tinham pneus macios quando conseguiram melhorar suas marcas.

Verstappen reagia, mas conseguia apenas o terceiro tempo, a dois décimos de Bottas, quase na metade da sessão. Com isso, as três primeiras posições eram ocupadas por três times diferentes.

Faltando 44 minutos para o fim, Kvyat finalmente foi à pista, mas retornou após completar uma volta.

A partir daí, a maioria dos pilotos começaram a fazer as simulações de corrida ou as “long runs”, analisando o comportamento do carro em uma sequência grande de voltas, não focando em voltas rápidas.

Kvyat conseguiu dar uma sequência de voltas rápidas apenas quando faltavam 25 minutos para o fim.

Leclerc acabou perdendo boa parte do período de long runs, especialmente os últimos 25 minutos, quando ele foi para os boxes e a Ferrari decidiu inspecionar o sistema de refrigeração de seu carro.

Sem grandes mudanças na tabela de tempo, Bottas garantiu o melhor tempo, seguido de Vettel, Verstappen, Hamilton e Hulkenberg.

A F1 na China volta neste sábado, à meia noite, com o TL3. O treino de classificação acontece às 3h, horário de Brasília.

*motorsport.com



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias