Seu advogado, Amir Amiden, conseguiu adiar o depoimento para depois da eleição, ainda sem data definida.

Abílio é chamado para depor na Delegacia da Mulher, mas defesa consegue adiar para depois da eleição

Por Isabela Mercuri e Max Aguiar

O candidato a prefeito de Cuiabá Abílio Júnior (PODE) foi chamado para depor na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) na tarde desta quarta-feira (25) e não compareceu, justificando agenda cheia por motivos de sua campanha. Seu advogado, Amir Amiden, conseguiu adiar o depoimento para depois da eleição, ainda sem data definida.

O advogado disse à imprensa que não sabia sobre o que se tratava a convocação, afirmou que não teve acesso aos autos e que “não sabia de nada”, mas que pediu a prorrogação por conta dos compromissos de campanha.

Abílio é chamado para depor na Delegacia da Mulher, mas defesa consegue  adiar para depois da eleição; vídeo :: Notícias de MT | Olhar Direto
Advogado Amir Amiden / Reprodução - Foto: Rogério Florentino

A reportagem apurou que o motivo do depoimento seria injúria e difamação causado pela invasão na Secretaria da Mulher. Ele foi notificado em cinco boletins de ocorrências. 

A delegada responsável pelo caso é a titular da DEDM, Jozirlethe Criveletto. Ela ainda não se pronunciou à imprensa. “Ainda não temos conhecimento, não sabemos de nada. Nós só pedimos a prorrogação por conta dos compromissos de campanha. E foi aceito e a gente está vendo uma nova agenda”, afirmou Amir na saída da delegacia.

 

Confira abaixo a íntegra do posicionamento do candidato Abílio Jr. 
 
A assessoria jurídica do vereador e candidato à Prefeitura de Cuiabá, Abílio Jr. (Podemos), solicitou o reagendamento do depoimento do candidato à Delegacia da Mulher para qualquer data a partir do dia 30/11.
 
Sobre o teor do depoimento, os advogados de Abílio Jr. informam que diz respeito a uma ocorrência contra o candidato, por injúria e difamação,  registrada por cinco servidoras comissionadas da Secretaria da Mulher.
 
A visita de Abílio à Secretaria foi integralmente filmada e divulgada pelo próprio candidato em suas redes sociais. As imagens mostram que em nenhum momento ele desrespeitou qualquer servidor lotado na Secretaria.
 
É fato e notório que o candidato à reeleição  Emanuel Pinheiro (MDB) está, mais uma vez, se valendo de servidoras comissionadas e usando politicamente o trabalho sério e importante da Delegacia da Mulher para criar um  fato político em desfavor da campanha de Abílio.
 
"Não iremos permitir que isso aconteça! A coligação Cuiabá Para Pessoas tomará todas  as providências legais pertinentes ao fato ocorrido para, mais uma vez, denunciar este forte indício de abuso de poder político de Emanuel", declara Alexandre Cesar Lucas, advogado da coligação.

 

Leia também

Deixe seu comentário!