Capital Notícia

Pela Ciência

Bolsonaro vacina 100% brasileira

Mesmo sendo do mesmo partido do presidente da República Jair Bolsonaro (PL), que contraria indicações da ciência, promove ataques constantes a vacinação e não participou do início do ensaio fase 1 em pacientes com a primeira vacina contra a covid-19 100% brasileira, em Salvador (BA). O senador Wellington Fagundes (PL) considerou o evento como um dos momentos mais importantes para a história do Brasil.

“Eu sou médico veterinário, portanto eu acredito e confio na ciência. Eu acredito que vacina é o melhor caminho para prevenir sobre qualquer doença. Ontem foi um dos dias mais importantes para o Brasil, porque o Brasil entra em uma era de tecnologia de desenvolvimento e mais do que nunca temos que valorizar nossos pesquisadores e nossos cientistas”, afirmou Wellington em entrevista ao Jornal da Capital 1ª edição.

Leia também: Brasil pode fabricar 400 milhões de vacinas contra covid em 90 dias

Além do imunizante 100% com tecnologia brasileira o senador afirmou que cientistas brasileiros já trabalham nas pesquisas de um soro que seria o primeiro remédio a curar a covid-19.

“Hoje não tem nenhum remédio no mundo pra curar a covid. Então também, além da vacina, está sendo desenvolvido um soro, que seria para o tratamento. Já está sendo testado, mas ainda a nível de teste e não está ainda no mercado. Mas o Brasil é um dos únicos países do mundo que já tem uma tecnologia, como eu disse, extremamente avançada”, reforçou o senador.

Em novembro do ano passado o presidente Bolsonaro filiou-se ao PL, após dois anos sem partido. Na época, em entrevista ao Poder 360 o senador por Mato Grosso disse que o partido não influenciaria na forma de comunicação do presidente e que a tendência de um possível 2º governo sob a batuta da sigla será de centro-direita e não de direita.