Governador declarou oficialmente seu apoio ao candidato do Podemos em Cuiabá no segundo turno.

'O meu voto é do Abílio e meu apoio também', diz Mauro Mendes

Por Thaiza Assunção

O governador Mauro Mendes (DEM) declarou oficialmente, nesta quinta-feira (19), que irá apoiar o candidato Abílio Junior (Podemos) no segundo turno da eleição para prefeito de Cuiabá.

Em conversa com a imprensa, o democrata afirmou que não votará em quem está "amplamente envolvido em esquemas de corrupção", em referência ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que tenta a reeleição.


Midia News

“O meu voto é do Abílio e meu apoio também”, resumiu ele durante um evento no Tribunal de Justiça.

Mauro é desafeto declarado do atual prefeito. Nesta semana, o governador já havia sinalizado apoio a candidatura do vereador ao usar as redes sociais para detonar o emedebista. Ele também se encontrou com Abílio na última segunda-feira (16).

"Um inexperiente pode ser ajudado por muitos experientes. Já um corrupto, só é ajudado por outros corruptos", escreveu.

Ontem (18), a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, também declarou apoio a Abílio. Na ocasião, solicitou  que o candidato, caso eleito, priorize políticas públicas voltadas ao social na Capital.

Para Mauro, a área é importante. Ele disse que por conta da atual gestão, o Estado não conseguiu trabalhar vários programas sociais em Cuiabá.

“Nós fizemos e estamos fazendo várias ações sociais da primeira-dama, em diversas municípios. Tivemos programas que alcançaram 141 municípios com entrega cesta básica, cobertor. Em Cuiabá, lamentavelmente, não conseguimos trabalhar bem com a atual gestão”, disse.

 

Atrito entre Abílio e Botelho

Na entrevista, Mauro ainda minimizou o atrito de Abílio com o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (DEM).

No primeiro turno, Botelho declarou que o vereador é incapaz de governar a Capital. Abílio, por sua vez, declarou nesta semana que o presidente precisa "cuidar da Assembleia". 

"Apoio é sempre importante. O Botelho é um grande político que tem no Estado. Um cara extremamente correto, uma pessoa séria. O Abílio deve saber disso, acho que na pior das hipóteses, isso é um equívoco", completou.

Leia também

Deixe seu comentário!