FG ASSESSORIA

Piloto de avião que caiu em mata é encontrado 3 dias depois vivo

Veja fotos.

em 07/11/2018

O piloto Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, foi encontrado vivo pelas equipes de resgate na tarde desta quarta-feira (7). Ele pilotava um avião agrícola quando caiu em uma floresta nas proximidades de Peixoto de Azevedo, no último sábado (3). 

A Policia Militar informou que Maicon foi encontrado a 30 km dos destroços da aeronave. 

Nas imagens enviadas divulgadas é possível ver o piloto muito debilitado, deitado próximo a um leito de um riacho, enquanto é atendido pela equipe de resgate. Seus braços e rosto também estão queimados devido ao fogo provocado pela queda da aeronave. Maicon mora na cidade de Primeiro de Maio, no Estado do Paraná.

As buscas eram coordenadas pelo tenente-coronel da Polícia Militar Gildásio Alves da Silva. Ele disponibilizou 10 policiais de seu batalhão para o trabalho na floresta. As buscas também contaram com quatro homens do Corpo de Bombeiros, além de 16 voluntários, entre moradores e parentes do piloto.

Em entrevista ao site Repórter MT na terça-feira (6), o tenente-coronel disse que acreditava na sobrevivência de Maicon, principalmente por causa da cabine do piloto que ficou intacta após a queda.

A equipe já havia encontrado um canivete do piloto nas proximidades do acidente e também não havia vestígios de sangue no local.

Gildásio acredita que após sofrer o acidente, o piloto passou por trauma psicológico e saiu perambulando sem rumo pela mata. Segundo o militar, já houve outros casos de pilotos que caíram na mata e foram encontrados a dois quilômetros do local do acidente.

As buscas eram feitas em uma mata extremamente fechada e de difícil acesso.

Maicon era procurado dentro de um circulo de mil metros distante dos destroços da aeronave. As buscas também contavam com auxílio de helicópteros da Força Aérea e da Polícia Militar.

No sábado, antes de cair na mata fechada, o avião passou sobrevoando baixo uma plantação de uma fazenda da região e foi avistado por dois tratoristas. Eles demoraram cerca de uma hora e meia abrindo picada na mata para chegar aos destroços do avião. No local, viram que a aeronave tinha pegado fogo e não havia vestígio de nenhuma pessoa.

Por: Repórter MT



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias