FG ASSESSORIA

Novo método tem resultados mais suaves e pode prevenir rugas

É um tratamento que prevê a aplicação de doses menores da toxina em pontos específicos.

em 07/11/2018

Duas décadas e meia após revolucionar os tratamentos estéticos e, em muitos casos, médicos, a toxina botulínica, conhecida como Botox, entra em uma nova fase. Embora o produto continue o mesmo, cresce o número de pessoas que buscam atenuar rugas e linhas faciais sem que isso signifique uma possível perda da naturalidade do rosto. O tratamento, que prevê a aplicação de doses menores da toxina em pontos específicos, tem sido chamado de Baby Botox.


De acordo com a médica dermatologista Letícia Bortolini, diversos fatores externos e até mesmo genéticos contribuem para o surgimento das chamadas marcas de expressão. Por isso mesmo, explica a profissional, pessoas com mais de 21 anos já podem passar pelo tratamento. “Além do Baby Botox contar com doses menores da toxina, as injeções são superdirecionadas e isso faz com que haja um efeito muito natural, suavizando estas marcas”, explica Bortolini.


Ao contrário do Botox tradicional, o Baby Botox tem aplicabilidade em pessoas mais jovens, justamente por conta da naturalidade conferida pelo tratamento. “Como há marcas de expressão de origem genética, ele possibilita a prevenção para estas pessoas mais jovens, mudando a movimentação dos músculos da face e, com isso, impedindo o surgimento destas rugas”, ressalta a dermatologista Letícia Bortolini.


A aplicação do Baby Botox envolve um procedimento complexo e, conforme pontua Letícia Bortolini, por isso mesmo deve ser realizada por profissionais capacitados. “O tratamento envolve um profundo conhecimento sobre a anatomia da face, sobre a musculatura do rosto e passa por uma avaliação individual do paciente. Com isso é possível obter o resultado desejado, uma aparência bem mais descansada”.


Os efeitos do tratamento variam de paciente para paciente, revela Letícia Bortolini, contudo têm prazo estimado de seis meses. “Mas ele pode ser usado em um tratamento de prevenção, com aplicações em intervalos mais curtos, que podem ser a cada mês. O ideal, em qualquer caso, é que o tratamento seja definido entre o paciente e o profissional, com base justamente nos resultados previstos”.


BOTOX – Depois de 25 anos no mercado, o Botox é hoje o procedimento estético mais aplicado no mundo.  O Brasil é o segundo país que mais usa o tratamento não-cirúrgico, conforme a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), ficando atrás apenas dos Estados Unidos, líder global em procedimentos estéticos. Além dos tratamentos estéticos, hoje a toxina botulínica é eficaz em tratamentos contra enxaqueca, sudorese e bexiga hiperativa, entre outros.



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias