FG ASSESSORIA

Médicos da Santa Casa da Capital ameaçam demissão por falta de pagamento

De acordo com um médico que não quis se identificar, os salários estão atrasados desde julho.

em 05/12/2018

Médicos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá ameaçam encerrar as atividades nesta sexta-feira (7) por falta de pagamento. De acordo com um médico que não quis se identificar, os salários estão atrasados desde julho.

Por meio de uma carta, eles comunicaram ao coordenador da instituição, o médico Antônio Preza, sobre o possível pedido de demissão de 10 profissionais. Os 3 pacientes atendidos pela unidade devem ser remanejados.

"Considerando os constantes atrasos no pagamento dos plantões realizados na UTI adulto deste hospital, sem pagamento desde julho/2018 e até o momento sem nenhuma posição por parte desta diretoria, viemos por meio desta comunicar que se até o dia 1 de dezembro não houver nenhum acordo encerraremos nossas atividades", diz trecho do documento.

O profissional afirmou que parte do salário de julho foi pago, no entanto, os meses de agosto, setembro, outubro e novembro seguem em atraso. A UTI neonatal também teve atividade encerrada por falta de profissionais.

Os enfermeiros estão em greve pela falta de pagamento há 3 meses. No dia 23 de novembro, eles realizaram uma manifestação na rua Clóvis Huguenei, em frente à instituição, para reivindicar pelos salários.

Em agosto deste ano os servidores voltaram as atividades depois de 30 dias de greve. Foram duas semanas de negociações até um acordo ser anunciado entre as partes no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). A paralisação foi encerrada mediante o pagamento dos meses de abril e maio, no valor total de R$ 2,3 milhões. 

Outro lado 

Em conversa com a reportagem, Preza afirmou que nesta terça-feira (4) foi liberada uma emenda de R$ 2,9 milhões da Secretaria Municipal de Saúde que deve ser destinada para o pagamento dos médicos. 

Por: Gazeta Digital



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias