FG ASSESSORIA

Espero que Mauro não cometa mesmo erro de Taques em passar o tempo todo olhando pelo retrovisor, diz Wilson Santos

Em querer ficar apontando problemas de gestões passados.

em 11/01/2019

O deputado estadual, Wilson Santos (PSDB), disse nesta quinta-feira (10.01) em entrevista na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL/MT), que espera que o governador Mauro Mendes (PSDB) não repita o mesmo erro da gestão Pedro Taques (PSDB) em querer ficar apontando problemas de gestões passados e comece a executar ações em prol da sociedade, com um “olhar para frente”.

O tucano declarou que esta semana leu uma entrevista de Mauro Mendes em que o democrata afirmou que iria continuar, mais alguns dias, apontando erros da gestão Pedro Taques. Sobre o assunto, Wilson afirmou que Taques cometeu o mesmo erro ao perder tempo citando gestões passadas esquecendo de “olhar para frente”.

“Ele vai continuar falando da gestão do Taques, mais alguns dias e um dos erros nossos foi ficar muito tempo falando da gestão Silval, olhando no retrovisor. A um ditado na história que diz: quem olha para trás corre risco de perder um olho, e quem não olha perder os dois com certeza. Então tem um tempo para fazer referência da gestão anteriores. Tem que se apreender a lição. Daqui para frente a sociedade quer que olhe para frente. Olhe para o futuro. Nós alongamos muito a referência ao ex-governo. Inclusive faço aqui mea-culpa e espero que a nova gestão possa olhar mais para frente”, declarou.

LOA 2019

Sobre a LOA/2019, encaminhado pelo governador Mauro Mendes (DEM), Wilson que é presidente da  Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentáriana AL/MT disse que ainda não tem conhecimento sobre o projeto por ter recebido ele somente na noite dessa quarta-feira (09.01), e que deve promover uma discussão sobre o assunto na próxima terça-feira (16.01).

Ele ainda garantiu que pretende apresentar uma proposta a Mendes para zerar o déficit orçamentária do Estado neste mês de janeiro previsto na ordem de R$ 200 milhões, porém, sem detalhar a tal proposta. 

Áudio


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias