FG ASSESSORIA

Após cinco dias de buscas por aeronave que sumiu, pilotos são encontrados vivos

A localização aconteceu no início da noite desta terça-feira (04), por volta das 19h40, pela Força Aérea Brasileira (FAB).

em 05/12/2018

Pilotos são encontrados vivos e conscientes após cinco dias do desaparecimento da aeronave. A localização aconteceu no início da noite desta terça-feira (04), por volta das 19h40, pela Força Aérea Brasileira (FAB). Marcelo Balestrin e John Cleiton Venera foram transferidos imediatamente para o Aeroporto Internacional Marechal Cândido Rondon, em Várzea Grande, onde uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já aguardava para encaminhar as vítimas para atendimento médico. Os dois foram localizados por equipe no helicóptero H-60 Black Hawk.  

A aeronave caiu na região da Serra do Mangaval (150 km a oeste de Cuiabá). O avião de pequeno porte, matrícula PT-INC, partiu de Pimenta Bueno (RO), na sexta-feira (30) e não chegou ao destino final, Santo Antônio do Leverger (34 km ao Sul).  No primeiro momento, foi confirmado que Marcelo e John tiveram fraturas e arranhões pelo corpo. Estavam bastante machucados, mas conscientes. A FAB não deu detalhes sobre a localização.   

O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também estava auxiliando nas buscas. O tenente coronel Juliano Chiroli explicou que a prioridade era o cuidado com os pilotos. “O importante agora é o atendimento deles”, frisou. Amigos e familiares dos pilotos chegaram em Mato Grosso ontem para acompanhar as buscas e chegaram a oferecer recompensa por informações. Fizeram um apelo aos moradores da região, para que ajudassem nas buscas.   

O policial federal Edson Ribeiro, amigo de Marcelo, comentou que tudo o que era coletado, era repassado ao centro de comando e para a FAB checar.   

O amigo comentou que Marcelo e John são pilotos experientes com cursos para pilotagens, inclusive de aviões de maior capacidade. Eles saíram de Pimenta Bueno (RO) com destino a Poconé e a rota, segundo Ribeiro, era conhecida dos pilotos que a fazem constantemente.   

Na sexta-feira, o avião chegaria ao destino pela manhã, mas perdeu o contato quando faltavam cerca de 150 km. As buscas pelos pilotos começou no mesmo dia, mas as condições climáticas dificultaram o trabalho. No domingo, a averiguação aérea foi suspensa por causa das chuvas e da queda de temperatura, que resultou em neblinas na região serrana.

Por: Gazeta Digital



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias